Grandes Territorialidades, Planejamento e Questões Ambientais No Brasil

Ralfo Matos

Resumo


Os espaços territoriais traduzem poderes notáveis, carregados de atributos físicos e ambientais, sob os quais se desenvolvem conflitos e processos de transformação que dão sentido geográfico e econômico a história social da ocupação humana. Representam desafios a gestão governamental, especialmente se pensada de forma integrada e participativa.

A omissão do espaço nos diagnósticos e programas de desenvolvimento foi recorrente em muitos dos planos governamentais levados a cabo durante o século XX. Esta prática – que priorizava os investimentos setoriais e negligenciava o espaço enquanto categoria de análise essencial – foi evidente e lamentável.

A análise fundada na espacialidade possui a singular capacidade de dar visibilidade única, em termos metodológicos, à realidade social. Isto porque integra setores e atividades, conjuga expressões políticas e socioculturais; explicita conflitos em áreas centrais e periféricas; aponta zonas de insegurança social e de risco ambiental; enfim, exibe diversos tipos de impactos sócio-ambientais que, no longo prazo, podem comprometer qualquer esforço de desenvolvimento sustentável. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.