Padrão de mobilidade do caso colombiano do final do século XX e começos do século XXI: Uma aproximação a partir dos censos de 1993 e 2005 e do sistema de registro sobre deslocamento forçado

Sulma Marcela Cuervo Ramírez, Alisson Flávio Barbieri, Jose Irineu Rangel Rigotti

Resumo


O propósito deste artigo é contribuir na
compreensão do comportamento das migrações da
Colômbia, na transição ao século XXI, integrando
na sua análise outras formas de mobilidade interna
e internacional de caráter voluntário e forçado.
Pretende-se resgatar a importância da
complementariedade das fontes de informação
para alcançar uma maior compreensão do conceito
de mobilidade espacial, e dimensionar, no caso da
Colômbia, o impacto do conflito armado além das
fronteiras nacionais. Para alcançar este propósito,
foram analisados os dados sobre migrações
internas voluntárias e forçadas que fornecem os
censos demográficos de 1993 e de 2005; as
informações sobre deslocamentos forçados, para o
período de 1980 a 2014, proporcionados pelo
Sistema Único de Registro de Deslocados
Forçados; as estimações de migração internacional
do DANE; e as informações sobre refugiados
internacionais divulgadas pela ACNUR. Os
resultados da análise fornecem elementos para
confirmar que o padrão migratório colombiano
não pode ser interpretado sem considerar outras
formas de mobilidade.

Palavras-chave


mobilidade espacial, migração interna, deslocamento forçado, migração internacional, conflito armado, Colômbia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


GEOgrafias: uma publicação do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia - IGC/UFMG