Análise do uso e ocupação do solo nas APP de curso d’água da bacia do córrego Marinheiro por meio de NDVI aplicado em imagens Landsat 8 e Ikonos-II

Hugo Henrique Cardoso de Salis, Adriana Monteiro da Costa, João Herbert Moreira Viana

Resumo


As Áreas de Preservação Permanente (APP) são
porções territoriais protegidas por Lei federal (Lei
12.651/2012) que apresentam funções ambientais
fundamentais para a conservação dos recursos
hídricos e para a proteção do solo.O objetivo do
presente estudo foi caracterizar e diagnosticar os
conflitos de uso e de ocupação do solo nas APP de
curso d’água na bacia do córrego Marinheiro, Sete
Lagoas - MG, comparando resultados obtidos pelo
cálculo de NDVI em imagens dos satélites Landsat
8 e Ikonos-II. O método foi desenvolvido em seis
etapas principais, quais sejam: i) Préprocessamento
das imagens; ii) Cálculo de NDVI;
iii) Obtenção da rede de drenagem; iv) Cálculo das
Classes de NDVI das Áreas de Preservação
Permanente (APP); e v) Caracterização e análise
das APP; e vi) Validação em campo. Os resultados
obtidos permitiram identificar a presença de cinco
classes de NDVI. Foi possível concluir que: (1) nas
APP de curso d’água a vegetação senescente foi a
classe de maior predomínio, de acordo com os
cálculos realizados com as cenas do Landsat 8
(51,6%), nas cenas do satélite Ikonos-II o
predomínio foi da classe Pastagens (51,2%); (2)
pela classificação do NDVI das imagens Ikonos-II,
observou-se uma boa precisão e melhores
resultados, comparando-se com o satélite Landsat
8, principalmente devido à resolução espacial das
imagens multiespectrais ser de 4 metros.

Palavras-chave


Bacias hidrográficas, Sistemas de Informação Geográfica, imagens de satélite

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


GEOgrafias: uma publicação do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia - IGC/UFMG