IGC

Formulários

Aproveitamento de Estudos

FORMULÁRIO PARA APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

A juízo do Colegiado de Curso, estudos cursados em outra instituição de ensino superior poderão gerar a dispensa de realização de atividade acadêmica constante dos currículos de graduação da UFMG, por meio do aproveitamento de estudos.

A concessão do aproveitamento de estudos realizados nos termos desta Resolução, dar-se á mediante o atendimento aos seguintes critérios :

I - haver equivalência entre a atividade cursada em outra instituição de ensino superior e a atividade acadêmica constante do percurso curricular a que se encontra vinculado(a) o(a) requerente;

II - ter sido a atividade cursada antes do ingresso do(a) requerente no curso de graduação da UFMG;

III - não ter sido o(a) requerente reprovado(a) na atividade acadêmica para a qual requer aproveitamento de estudos.

A dispensa de realização de atividades acadêmicas mediante aproveitamento de estudos não poderá ultrapassar 60% da carga horária total do percurso de vinculação do estudante à UFMG.

Documentos Necessários:

-Formulário para cada disciplina que se deseja dispensar

-Histórico original da Instituição de Ensino em que se cursou a disciplina

-Programa da disciplina carimbada pela Instituição de Ensino em que se cursou a disciplina

Aproveitamento de Créditos em Atividade Complementares

 FORMULÁRIO DE ATIVIDADE CURRICULAR COMPLEMENTAR

A condição básica para que estas atividades possam ser aproveitadas para fins de integralização de crédito é a aprovação das mesmas pela Coordenação do Colegiado do Curso de Turismo. Para que o estudante obtenha o aproveitamentos de tais atividades para o referido fim é necessário que ele formalize o pedido junto a Secretaria do Colegiado do Curso através do preenchimento de um formulário específico a este objetivo.

Os critérios para integralização de créditos de atividades acadêmicas, poderão ser reconhecidas como atividades complementares:

- Iniciação à pesquisa, à docência e à extensão

Serão atribuídos no máximo 08 (oito) créditos, que poderão ser assim distribuídos :

Iniciação à Pesquisa: projetos de Iniciação Científica (com ou sem bolsa) - 01 (um) ano de atividades em um mesmo projeto, com dedicação semanal de 12 (doze) horas para o estudante e com apresentação de resultados parciais/finais em evento científico, equivalendo a 04 (quatro) créditos;

Iniciação à docência: monitoria (com ou sem bolsa) - 01 (um) semestre de exercício de monitoria em disciplinas vinculadas ao Curso de Turismo, com dedicação semanal de 12 (doze) horas, equivalendo a 04 (quatro) créditos;

Iniciação à extensão I, II ou III (com ou sem bolsa): dependendo da duração e da dedicação semanal do aluno. O professor orientador do projeto poderá atribuir de 01 (um) a 03 (três) créditos, mediante aprovação de relatório.

Como requisitos para obtenção destes créditos, são exigidos:

· apresentação prévia para aprovação do Colegiado de plano de trabalho detalhado, devidamente  aprovado e assinado pelo professor orientador, incluindo cronograma de atividades;

· apresentação de relatório final, avaliado e aprovado pelo orientador.

- Participação em eventos

Serão atribuídos no máximo 4 (quatro) créditos, para participação em eventos diretamente relacionados às atividades acadêmicas e profissionais da área da Turismo.

A participação do aluno como ouvinte em um evento de 15 horas, dá direito a integralizar 1 (um) crédito e para a organização de evento com no mínimo 15 horas integralizará 2 (dois) créditos. No tocante a apresentação de trabalho em evento científico integralizará 2 (dois) créditos, independente da duração do evento. Para ter acesso aos créditos deve ser cumpridos os seguintes requisitos:

· apresentação ao Colegiado de proposta de participação no evento com antecedência de até 15 (quinze) dias, com cópia do trabalho a ser apresentado.

· apresentação posterior de relatório e do certificado ou documento que comprove sua participação no evento.

- Vivência profissional complementar

Serão atribuídos créditos a atividades de estágio não obrigatório, às quais o aluno tenha se dedicado pelo período mínimo de 6 (seis) meses e com jornada mínima de 10 horas semanais. A atividade, mesmo que superior ao período e jornada mínimos, credenciará o aluno à obtenção de 4 (quatro) créditos, que será oferecido uma única vez. Deverão ser cumpridos os seguintes requisitos:

· celebração de convênio entre a instituição contratante junto à UFMG;

· apresentação prévia ao Colegiado do termo de compromisso entre a instituição contratante, a Universidade e o estudante, com anuência do orientador acadêmico do aluno;

· apresentação prévia ao Colegiado de plano de trabalho;

· apresentação posterior, pela instituição onde ocorreu a atividade, de relatório de avaliação do estudante;

· Apresentação de relatório elaborado pelo aluno das atividades desenvolvidas, com ciência do orientador acadêmico.

- Discussões Temáticas

Será atribuído 1 (um) crédito a cada atividade de discussão temática, com uma dedicação mínima de 15 (quinze) horas/aula, coordenada, atestada e avaliada por professor responsável, até o limite de 4 (quatro) créditos, cumpridos os seguintes requisitos:

· credenciamento pelo professor responsável da atividade junto ao Colegiado;

· inscrição no Colegiado dos alunos interessados;

· apresentação pelo professor responsável ao Colegiado de atestado de freqüência dos alunos e avaliação da atividade.

- Atividades acadêmicas à distância ofertadas por instituições de ensino superior desde que seja em áreas afins relacionadas ao curso Atividades acadêmicas à distância I, II, III e IV, dependendo da duração da atividade, serão atribuídos no máximo 4 (quatro) créditos (mínimo de 15 horas para obter 1 crédito), sob os seguintes requisitos:

· apresentação prévia junto ao Colegiado da proposta de ensino a distância, contendo tema, justificativa, cronograma, carga horária, instituição responsável e forma de avaliação;

· indicação pelo Colegiado do número de créditos da atividade aprovada e de professor tutor responsável pelo acompanhamento e avaliação final do aluno.

- Aprendizagem complementar em instituições conveniadas

Serão atribuídos no máximo 8 (oito) créditos a cursos da área de turismo e áreas afins, frequentados com êxito em instituições de ensino públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, conveniadas com o Curso e/ou a critério do Colegiado, cumpridos os seguintes requisitos:

· Apresentação prévia para aprovação do Colegiado da proposta, incluindo conteúdo e programa de curso, bem como caracterização da instituição responsável pelo seu oferecimento;

· Apresentação de relatório final, avaliado e aprovado pelo professor tutor responsável pelo acompanhamento e avaliação final do curso.

- Experiências pessoais programadas

Serão atribuídos no máximo 2 (dois) créditos a viagens de estudo, de no mínimo 15 horas(equivalente a 1 crédito), que resultem em relatório circunstanciado, sob os seguintes requisitos:

· apresentação prévia para aprovação do Colegiado do projeto de viagem, incluindo roteiro, justificativa técnica e professor tutor;

· apresentação de relatório final, avaliado e aprovado pelo professor tutor responsável pelo acompanhamento e avaliação final do aluno.

As atividades complementares que forem aprovadas pelo Colegiado para fins de integralização de créditos serão computadas dentro da carga horária de disciplinas optativas dos discentes do Curso.

Todas as atividades precisam ter como orientador um professor responsável pela orientação do aluno e avaliação dos resultados finais gerados a partir da atividade curricular complementar. As atividades tem caráter facultativo e as solicitações de aproveitamento poderão ser formalizadas ao longo de todo o curso de graduação. O discente poderá solicitar, ao total, 8 (oito) créditos desta natureza de atividades junto ao Colegiado. 

 

Comprovação de Conhecimento

FORMULÁRIO PARA COMPROVAÇÃO DE CONHECIMENTO

É facultado ao(à) estudante da UFMG abreviar a duração de seu curso, em razão de aprovação em exame específico aplicado para esse fim.   

O exame de comprovação de conhecimentos somente será aplicado em se tratando de atividades acadêmicas que atendam à integralização de carga horária no curso de graduação da UFMG ao qual se vincula o(a) estudante a ser avaliado(a).   

Não se aplicando às atividades acadêmicas enquadradas como Formação Livre, Atividades Complementares Geradoras de Crédito, Estágio Curricular, Trabalho de Conclusão de Curso ou equivalente e atividades acadêmicas de conteúdo variável.   

São requisitos para a realização de exame de comprovação de conhecimentos:   

I - obedecer ao prazo estabelecido para protocolizar o requerimento no Colegiado do Curso a que se vincula;    

II - não ter sido matriculado(a), em qualquer tempo, na disciplina objeto da comprovação de conhecimentos;   

III - não ter sido reprovado(a) em exame de comprovação de conhecimentos anteriormente aplicado, relacionado à atividade acadêmica em que requer a comprovação de conhecimentos;   

IV - não haver registro de trancamento total de matrícula no período letivo em que requer o exame de comprovação de conhecimentos.   

O exame de comprovação de conhecimentos será preparado e avaliado por comissão de, no mínimo, 03 (três) docentes indicados pelo(s) Departamento(s) ou estrutura equivalente responsável(eis) pela atividade acadêmica.   

§ 1o Os docentes indicados pelo(s) Departamento(s) ou estrutura equivalente serão designados por meio de Portaria da Coordenação do Colegiado.   

§ 2o O conteúdo a ser avaliado deverá necessariamente constar do programa vigente da disciplina.   

Concluída a realização de exame de comprovação de conhecimentos, serão adotados os seguintes procedimentos:   

I - Cada examinador atribuirá nota de 0 (zero) a l00 (cem) pontos.  

II - O resultado final será a média aritmética das notas obtidas.   

III - Será considerado(a) aprovado(a) o(a) estudante que obtiver o mínimo de 60 (sessenta) pontos.   

IV - O resultado do exame de comprovação de conhecimentos, qualquer que seja, constará do Histórico Escolar do(a) estudante e será computado no cálculo de Rendimento Semestral Global (RSG).  

Disciplina Isolada

FORMULÁRIO EM DISCIPLINA ISOLADA

Os Colegiados dos Cursos divulgarão, após a matrícula dos alunos dos cursos de graduação, o número de vagas disponíveis para matrícula em disciplinas isoladas. 

O requerimento de matrícula, instruído com "curriculum vitae" do candidato, será feito nos períodos previstos no calendário escolar.  

Os Departamentos, no exame dos requerimentos, considerarão a formação do requerente e os motivos que justificam seu pedido.  

É vedada ao aluno de curso de graduação da UFMG a matrícula em disciplina isolada

Documentos necessários:

-Formulário em Disciplina Isolada

-Carta de intenção

-Histório

-Cópia do R.G. e CPF

-Curriculum Vitae 

Formação Complementar Aberta

 FORMULÁRIO DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR ABERTA

 A formação complementar aberta constitui a possibilidade de obtenção de um certificado, mediante o cumprimento de 300 horas, integralizadas por meio de matrícula em atividades acadêmicas constantes de projeto construído a partir de proposição do aluno, sob a orientação docente.

O aluno poderá iniciar esta modalidade de formação complementar a partir do 5° período do curso, devendo ter anuência de um professor orientador.

 A formação complementar aberta deve: guardar conexão conceitual com o curso em que se encontra vinculado(a) o(a) aluno(a) e  ser cursada mediante autorização prévia do Colegiado de Curso.

Mobilidade Estudantil ANDIFES

FORMULÁRIO PARA MOBILIDADE ESTUDANTIL ANDIFES

Aluno da UFMG

-Escolher a Instituição de Ensino Superior/IFES de destino entre as conveniadas.

-Verificar documentação exigida pela Instituição de Ensino Superior/IFES de destino.

-Verificar prazo de envio da documentação de pedido de mobilidade, estabelecido pela IFES de destino.

-Reunir a documentação exigida e entregar antes do prazo limite estabelecido pela Instituição de destino

O aluno poderá solicitar pedido de mobilidade para no máximo 2 (duas) IFES diferentes. Caso seja aceito nas duas, deverá escolher somente uma.

Caso o aluno se interesse em participar do processo seletivo para Bolsa de mobilidade - deve ficar atento à publicação do Edital de Bolsas na página eletrônica da PROGRAD. O aluno não pode esperar ser publicado este Edital para solicitar a mobilidade, porque neste caso perde o prazo da Instituição de destino para receber processo. Primeiro o aluno deve solicitar a participação no Programa de Mobilidade Acadêmica, e somente após a publicação do Edital de bolsas é que o estudante entrega e/ou envia o requerimento de participação no processo seletivo para o Setor de Estágios e Mobilidade Acadêmica.

Caso tenha sido aceito, observar as datas da Instituição de destino e os documentos necessários para efetivar sua matrícula.

Pegar as ementas assinadas e carimbadas, no momento em que estiver cursando as disciplinas na IFES onde estiver realizando a Mobilidade.

Maiores informação pelo link:

https://www2.ufmg.br/prograd/prograd/Pro-Reitoria-de-Graduacao/Estudante/Programa-de-Mobilidade-Academica/Programas-de-Mobilidade-Academica-ANDIFES 

Regime Especial

FORMULÁRIO DE REGIME ESPECIAL

Os alunos dos cursos de graduação, portadores de afecções congênitas, traumatismos ou outras condições incompatíveis com a frequência aos trabalhos escolares, mediante avaliação médica expedida pelo Serviço de Assistência Médica e Social da Universidade poderão pleitear regime especial.  

As alunas em estado de gravidez, a partir do oitavo mês de gestação e durante três meses, terão direito ao regime especial. 

O requerimento de avaliação médica, de única e total responsabilidade do interessado, constituirá condição primeira para o prosseguimento do processo de seu enquadramento ou não no regime especial. 

O laudo do Serviço de Assistência Médica e Social contendo o período de incapacidade e prazos de avaliação, se for o caso, será encaminhado ao Colegiado de Curso a que estiver vinculado o aluno.  

Será concedido ao aluno o trancamento de matrícula nas disciplinas em que o regime especial for negado, independentemente das restrições estabelecidas.  

Os professores das disciplinas nas quais foi concedido o regime especial serão responsáveis pelo contato com os alunos durante o período de vigência do regime.  

O aluno que se sentir em condições de retornar ao regime normal, antes de expirado o prazo estipulado no laudo médico, deverá procurar o Serviço de Assistência Médica e Social e requerer nova avaliação de suas condições de saúde.  

O aluno considerado apto para retornar ao regime normal deverá apresentar a nova avaliação, no prazo de 2 (dois) dias úteis, à Seção de Ensino de sua Unidade, que a encaminhará ao Colegiado de Curso.  

Tratamento Especial

FORMULÁRIO DE TRATAMENTO ESPECIAL

Oportunidade que o aluno tem de prestar, no semestre subsequente, os exames da disciplina em que obteve conceito E, sem precisar frequentar as aulas.

O aluno só poderá solicitar a aproveitamento de estudos se:

-Tiver obtido conceito E na disciplina

-Não tiver se submetido a Exame Especial

-Não tiver feito Tratamento Especial na mesma disciplina

-Apresentar a autorização do professor coordenador da disciplina

O tratamento especial deverá ser requerido antes da realização dos exames especiais e só poderá ser concedido uma única vez na mesma disciplina.

A carga horária da disciplina em tratamento especial deverá entrar no cômputo da carga horária mínima do período.

O resultado final relativo à disciplina em tratamento especial será incorporado ao cálculo do rendimento global do aluno no semestre em que se der por encerrado o processo de avaliação da referida disciplina.

A nota final do aluno submetido a tratamento especial será calculada pela seguinte fórmula:

NF = TPL + 2 TTE / 3

Onde:

NF = Nota final

TPL = Total de pontos obtidos ao final do período letivo

TTE = Total de pontos obtidos no tratamento especial

Trancamento Parcial

FORMULÁRIO DE TRANCAMENTO PARCIAL

O trancamento parcial de matrícula poderá ser concedido até duas vezes em cada disciplina, desde que seja respeitada a carga horária mínima por semestre do curso, nas seguintes situações : 

I - sem justificativa, mediante requerimento do aluno, uma única vez;  

II - com justificativa do aluno, mediante análise e autorização do Colegiado de Curso, uma única vez.

Trancamento Total

FORMULÁRIO DE TRANCAMENTO TOTAL

Esse trancamento de matrícula consiste na suspensão total, das atividades acadêmicas de um semestre letivo. Pode ser solicitado desde a efetivação da matrícula até o último dia letivo de cada semestre. No decorrer do curso, o aluno tem direito a apenas um trancamento total sem justificativa, cuja duração é de um semestre letivo. O trancamento total com justificativa pode ser concedido mais de uma vez e com duração determinada, a juízo do Colegiado de Curso.  

 

IGC - Av. Antônio Carlos, 6.627 - Pampulha - CEP: 31270-901 Belo Horizonte - MG / Acesso restrito